SUPER Textos

Há menos beleza num salão de beleza...

Ok, desde a Indústria Cultural traçada pela Escola de Frankfurt a busca pela estética, pelos padrões impostos pela mídia se tornou frenética, insuportável, eu diria. Alisamentos, Lipoaspirações, Botox, silicone, enfim, os recursos são infinitos quando o objetivo é acabar com a naturalidade, quer dizer, supostamente, ficar mais bonita (o).

Que me desculpem os cirurgiões, os fabricantes de todos esses produtos e usuários, mas eu, particularmente sou contra. Tem uma música do Zeca Baleiro que tem a seguinte passagem “Há menos beleza num salão de beleza....a sua beleza é maior do que qualquer beleza de qualquer salão”. Esse é o meu pensamento. Onde fica a beleza da imperfeição, a naturalidade de um seio esculpido pela natureza, com texturas e aparências normais?

Em minha opinião, o jeito que uma mulher fica mais linda é quando acorda, despenteada, amassada, amarga, enfim, natural! E imagino que não seja só eu, visto o alto índice de sexo pela manhã entre os casais. Não posso assinar embaixo e concordar com a contínua busca pelo estilo “Barbie” de ser. Uma mulher que tem cachos tem que ter orgulho dos seus cachos. Se o seu seio é pequeno, mas existe, ele deve ser lindo. Se seu nariz não é empinado é porque, provavelmente, um empinado não lhe cairia bem, ficaria assimétrico com sua boca.

O que eu acho é que cirurgias como essas devem corrigir coisas absurdamente fora do padrão, ou seja, um nariz de tucano, uma orelha de abano, um seio oculto, um pinto em formato de S, enfim, coisas que possam te causar constrangimento.

Mas, por favor, parem de achar que a beleza pode ser comprada. Beleza é um conjunto, é uma equação que incluí sua aparência, sua personalidade, seu carisma, sua forma de sorrir e olhar. Beleza é aquilo que você demonstra ter e não aquilo que os outros consideram que seja o correto. A beleza de uma obra de arte não está no seu formato, mas sim no conhecimento de quem a aprecia, de quem tem seu interesse despertado por ela, tirando isso, é apenas uma expressão de sentimentos.

Agora, pensem comigo, imaginem se todos os mares do mundo fossem iguais? Todas as árvores simetricamente idênticas? Não seria tão bonito né? Sabe por quê? Porque essa é a beleza da diferença, da imperfeição, da particularidade. Porque essa é a beleza natural.

PS – Texto inspirado em artigo de Herbert Vianna sobre Lipoaspiração.

2009-03-24 Interessantes Fabio Tadeu Fabio Tadeu
0 comentários 934 visualizações 0.00 (com 0 votos)
  • Deixe seu comentário
  • Pontue este texto
    Quantas estrelas este texto merece?
  • Envie este texto por e-mail para seus amigos
  • Mande este texto para a impressora

Comentários

Nenhum comentário para este texto ainda.
Caso você considere este texto ofensivo, ou acha que, no mínimo, ele deveria estar na categoria Adulta,
clique aqui para denunciá-lo. Ele será avaliado e, se necessário, corrigido ou apagado.

Identifique-se





Cadastre-se grátis - Esqueci a senha

Categorias

Especiais

Busca